Chapéuzinho Vermelho - Original de Charles Perrault

by 3/16/2010 62 comentários
Era uma vez...

Uma garotinha que tinha que levar pão e leite para sua avó. Enquanto caminhava alegremente pela floresta, um lobo apareceu e perguntou-lhe onde ia.

À casa da vovó - respondeu ela prontamente.

O Lobo muito esperto, chegou primeiro à casa, matou a vovó, colocou seu sangue numa garrafa, fatiou sua carne num prato, comeu e bebeu satisfatoriamente, guardou as sobras na despensa, colocou sua camisola e esperou na cama.
Toc. Toc. Toc. Soou a porta.

Entre, minha querida - disse o lobo.
Eu trouxe o pão e o leite para a senhora, vovó - respondeu Chapeuzinho Vermelho.
Entre minha querida. E coma algo, tem carne e vinho na despensa - disse o lobo.



A Menina comeu o que lhe foi oferecido, e enquanto comia o gato de sua vó a observava aos murmúrios:

"Meretriz! Então, comes a carne e bebes o sangue de tua avó com gosto. Ata teu destino ao dela."

Então o Lobo disse:

Dispa-se e venha para cama comigo
O que faço com meu vestido? - questionou Chapeuzinho.
Jogue na lareira. Não precisará mais disso - respondeu o lobo.

E para cada peça de roupa que a garota retirava, copete, anágua, meias, a garota refazia a mesma pergunta, e o lobo respondia:

"Jogue na lareira. Não precisará mais disso"

Então a garota deitou-se ao lado do lobo, e ao sentir o toque do pelo roçar em seu corpo disse:

Como a senhora é peluda vovó – exclamou Chapeuzinho
É para te esquentar, minha neta - respondeu o lobo.
Que unhas grandes a senhora tem!
São para me coçar, minha querida
Que dentes grandes a senhora tem!
São para te comer

E então a devorou.

Luana Beatriz de Jesus

Mãe de 2, Artesã, Escritora, Blogueira, Poeta, Fotógrafa, Design Gráfica, Web Design e Web Master.

Uma pessoa cheia de ideias, amores, criatividade, sonhos e fantasias. Enfrentando os obstáculos da vida, superando as perdas e festejando as conquistas

62 comentários:

PaulTenshi disse...

Lol
Euri
MAs que história sanguinaria, agora sei pq foi adaptada para crianças na verdade o lenhador nunca existiu e nunc aa salvou O.O

manu disse...

Nhya!!!>.<


/to rindo muito!!

--Finalmente aconteceu!!! *No meu interior sempre torci para o lobo /? mentira... Mas eu prefiro o final assim!*

~~Sangue~~

Luh@ disse...

Na verdade antigamente passava-se medo nas crianças para que elas ficariam assim com medo de desobedecer as pessoas mais velhas... Todos os contos de fadas originais eram para passar medo nas crianças assim elas ficariam com medo e nao teimavam... Em conclusão: as crianças daquela época viviam com medo e aprendiam com o proprio medo... estranho neh? O.o

Professora Gi disse...

Acho interessantissimo esse modo de fazer histórias infantis, durante a graduação vi iversos contos de fadas em suas formas originis. É nitido o modo como a criança era vista naquela epoca, se é que se havia crianças, creio que o que realmnte existiam (para a epoca) eram adultos pequenos. Não se tinha uma denominação ou definição de criança como existe hoje em dia. Agora imagine se trabalhassemos com tontos assim hoje em dia nas salas de aula...

Anônimo disse...

tem uma nova versão q diz q ela consegue fugir, mas a história original é macabra e era pra dar medo nas pessoas... ;)

Anônimo disse...

nos estamo estudando essa hitória aqui no colégio!!!!
mto legal!!!!!!
lol

Anônimo disse...

desculpe pelos os erros de ortografia!
XD

Anônimo disse...

anonimo eu sei onde vc mora e vo te matar hahahahaahahhahahahahahahahaahahahhahahahahah

Anônimo disse...

eu sei keim vc ééé´
vc éh o chuck nois
xdxdxdx

Anônimo disse...

agora dexa a gente faze a meleca do trabalho!

Anônimo disse...

n sou n sou anonimo e vcs tao mortas maria eduardaa e leticia

Anônimo disse...

pocha vai flar o nosso nome??
nome de duas emos
nós somos descendentes de rockeros
por isso somos emos
ker brigar???
vai ter briga
brother
saco?//??

Anônimo disse...

eu faço parte de uma seita satanica e vou fazer um sacrificio com vcs e sua familia

Anônimo disse...

ava é msm???
??/?

Anônimo disse...

kolé pesoas do mundo!!!!!

Anônimo disse...

somos noix de novu as emos!

Anônimo disse...

cadê o chuck nois?????

Anônimo disse...

oi

Fofocas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

oi pessoal?como vcs estão?kole e irada essa historia meu e muito irada
nois e emo falo

Anônimo disse...

É leeegaalzinha o conto,melhor do que aqueeles daas criancinhas >< o loboo coomeeu ela de jeiito

Anônimo disse...

Eu gostei muito tambem;mas a parte que mais me chamou a atençao, foi a parte que a chapeuzinho vermelho comeu as partes de sua avo, mas como ela nao sentiu um gosto estranho?adriano dos santos miranda.[BH,CAPITAL].

Anônimo disse...

HISTORIA REAL,MUITO INTERESSANTE GOSTEI DO FINAL, PARABENS PELO AUTOR PARABENS.VALEU E NOIS.ADRIANOBELO HORIZONTE,CAPITAL.

Anônimo disse...

nossa que coisa orrivel que aconteceu hein!!!

Anônimo disse...

eu sou criança e nao to~nem ai pra isso!!!

Anônimo disse...

odeio maldade estou com muito medo!!!

Anônimo disse...

olá, luh@, vc é linda,como um amor que eu tive

Anônimo disse...

Prefiro mil vezes os contos originais !!!Os contos eram muito mais interessantes e mais aterrorizantes, seria mais legal se saissem filmes de todas essas versões antigas... Bý: JuuLy_sccp

Sandro Decottignies Cerqueira disse...

Olá. Na verdade, essa não é a tradução da versão original de Perrault. A versão dele também acaba na morte da menina, mas essa que você postou é uma reconstituição de uma das versões orais do conto que circulavam na Idade Média.

O texto de Perrault não tem essa cena em que a menina come a carne da avó nem aquela em que ela vai tirando suas roupas gradativamente. Em vez disso, tem outros elementos que não se encontram aqui, como um pequeno poema que dá a moral da história.

Para ter acesso ao texto original (em francês, que você pode tentar traduzir com o Google), acesse o endereço abaixo:
http://www.alalettre.com/perrault-oeuvres-chaperon-rouge.php

Abraço.

Anônimo disse...

caraca é gosado ,pq o lenhador nunca esistiu

eu vi num livro que eu acho que era a verdadeira historia.....
era uma vez uma menina que usava uma capa branca . UM DIA ela foi estrupada por um morador do bosque e a capa ficou vermelha de tanto sangue fim ..

bibi disse...

eu achei aterrorizante

Vinicius disse...

ual!gostei bastante dessa história é muito dizumano,bem diferente da que eu conheço.

Anônimo disse...

Gente me ajudem estou tentando me lembrar a música que chapeuzinho vermelho cantava, só me lembro de uma parte... "Pela estrada afora eu vou bem cedinho, levar esses doces para a vovózinha, ela mora longe e o caminho é deserto e o lobo mau passou aqui por perto..." depois daqui nao lembro sei que fala algo sobre "ao sol poente" e o resto não lembro...queria tanto cantar para minha filha, pena que não lembro eu era muito pequena... Obrigada Jéssica

Luh@ disse...

Pela Estrada (Braguinha)
Pela estrada a fora, eu vou bem sozinha
Levar esses doces para a vovozinha
Ela mora longe, o caminho é deserto
E o lobo mau passeia aqui por perto
Mas à tardinha, ao sol poente
Junto à mamãezinha dormirei contente

Lobo Mau (Braguinha)
Eu sou o lobo mau,
Lobo mau, lobo mau
Eu pego as criancinhas
Pra fazer mingau!

Hoje estou contente,
Vai haver festança
Tenho um bom petisco
Para encher a minha pança

Espero ter ajudado

Anônimo disse...

1 anonimo ae de cima dise sobre 1 história de 1 menina q tinha 1 capa branca e ficou vermelha de sangue . queria saber essa versão vc lembra o nome do livro? ou se alguem souber com nome do livro autor etc me avisa vlws ;)

Anônimo disse...

EU TENHO APENAS 11 ANOS . NÃOOOOOOOOOOOOOOOO ACREDITO QUE A PROFE NOS ESTA PESQUISA PARA FAZER. Que história chocante.

ivete marcionila disse...

que história diferente não tem nada haver com o que nossos pais nòs contam e assim conto para minha filha à geovanna de apenas dois anos....

Anônimo disse...

tem uma historia pior que eu vi no sobrenatural la a lobo era um pedofilo que pegava as crianças e essas istorias foram modificadas para as crianças..

Anônimo disse...

Ainda bem que mudaram este fim, que locura é so para assustar as crianças.

Anônimo disse...

Muito interessante

Matheus Mattos disse...

poorraa vey o bagilho nao tem nada aver com os desenhos qua mostram o bagulho é sangunario

Matheus Mattos disse...

poorraa vey o bagilho nao tem nada aver com os desenhos qua mostram o bagulho é sangunario

Anônimo disse...

A maioria dos contos de fadas,são assustadores! Os de hoje são fraquinhos...prefiro so originais RS

Gin San disse...

Essa HitóriA está errada ainda não é a original, que pena T__T

Anônimo disse...

essa historia e redicula estou morrendo de rir .

Anônimo disse...

EU NÃO SEI QUEM FOI QUE COLOCOU ESSA BOBAGEM MAIS A UNICA COISA QUE EU FALO É : E VAI LER A BIBLIA QUE VOCÊ GANHA MAIS .

Anônimo disse...

GOSTEI DO FINAL '-' MUITO CHATO A VERSÃO Q TINHA O LENHADOR

Amanda disse...

Obrigada Sandro!

Rosangela Petra disse...

Os Contos de fadas não eram feito para crianças não...na época do surgimento dos contos de fadas, pessoas simples eram escravizadas pelos desejos dos nobres e não havia distinção entre adultos e crianças, os pais então para tentar salvar as filhas e filhos dos perigos oferecidos pelas tentações "nobres", educavam seus filhos usando codigos ou nas entrelinhas de cada verso , eram histórias contadas de boca em boca e se caíssem nos ouvidos de quem não interessava eram vistas apenas como histórias, lendas, contos... Anos mais tarde, Charles Perrault, para agradar os nobres foi dando uma versão mais adequada aos contos e ganhando a simpatia destes. Então Era uma vez...

Anônimo disse...

nooossa ri mtoo

Anônimo disse...

kkk'

Discipulo_de_Adalzira disse...

Na verdade, esta é a versão medieval deste conto; a do Perrault é um pouco diferente e não tem o gato.

Anônimo disse...

me da outra resposda
como e oseu estilo

Anônimo disse...

Foda-se você

Anônimo disse...

que sanquinario

Anônimo disse...

que besta muito sanguinario

Anônimo disse...

muito sanquinario

Anônimo disse...

mal merda na verdade

Anônimo disse...

para de ser criança ate que e legal kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

muito besta essa versao

Anônimo disse...

gosto emyli

wagner da Matta disse...

Não é bem assim. Os contos, na verdade, eram histórias cujo fim era perpetuar costumes, valores e ritos de passagem num determinado grupo social. Há versões antigas, narrativas populares, em que Chapeuzinho, espertamente, dribla o lobo e foge sem precisar da ajuda de ninguém. Essa versão, por exemplo, era contada pelas mulheres mais velhas às mais jovens com o intuito de prepará-las para as situações de perigo na comunidade. O tema da desobediência só é incluído um pouco mais tarde quando a sociedade burguesa se constitui e a criança passa a ser mais valorizada. Ver:
HIXON, Martha. (2009). Red Riding Hood for All Ages: a fairy-tale icon in cross-cultural contexts. In: The Lion and the unicorn (Brooklyn) (0147-2593), 33 (3), p. 422.
DOI: 10.1353/uni.0.0478
ORENSTEIN, Catharine. Little red Riding Hood uncloaked: sex, morality, and the evolution of fairy tales. New York, NY: Basic Books, 2002.
ZYPES, Jack. The Trials and Tribulations of Little Red Riding Hood: versions of the tale in sociocultural context. New York, NY: Routledge, 1993.
­­­­______ . Fairy tale as myth: myth as fairy tale. Kentucky: The University Press of Kentucky, 1994.