Porque ser pally? Escolhi essa classe pois é uma classe ótima de jogar, você nao depende da mana pra atacar (apenas pra curar) e você corre atacando os bixo de longe que mal te encosta quase nem toma dano e mata tudo que quiser em pouco lvl!

Uma vez pally sempre pally! Então resolvi escrever sobre a classe e fazer meu tutorial aqui!

Vamos lá...  vou começa em mainland após pegar lvl 8 e virar palladin vou tentar fazer uma versão free account e premium account...
Por Arnaldo Jabor
Um dia peguei um táxi para o aeroporto.
Estávamos rodando na faixa certa quando um carro preto saiu de repente do estacionamento direto na nossa frente.
O taxista pisou no freio bruscamente, deslizou e escapou de bater em outro carro, foi mesmo por um triz!
O motorista desse outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para nós nervosamente.
Mas o taxista apenas sorriu e acenou para o cara, fazendo um sinal de positivo.
E ele o fez de maneira bastante amigável. Indignado lhe perguntei:
Porque você fez isto?
Este cara quase arruína o seu carro, a nós e quase nos manda para o hospital?!?!
Foi quando o motorista do taxi me ensinou o que eu agora chamo de "A Lei do Caminhão de Lixo.”
Ele explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo.
Andam por aí carregadas de lixo, cheias de frustrações, de raiva, traumas e desapontamento.
À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar para descarregar e às vezes descarregam sobre a gente.
Nunca tome isso como pessoal.
Isto não é problema seu!
É dele!
Apenas sorria, acene, deseje-lhes sempre o bem, e vá em frente.
Não pegue o lixo de tais pessoas e nem o espalhe sobre outras pessoas no trabalho, em casa, ou nas ruas.
Fique tranquilo...
Respire E DEIXE O LIXEIRO PASSAR.
O princípio disso é que pessoas felizes não deixam os caminhões de lixo estragar o seu dia.
A vida é muito curta, não leve lixo com você!
Limpe os sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas pessoais, ódio e frustrações.
Ame as pessoas que te tratam bem.
E trate bem as que não o fazem.
A vida é dez por cento do que você faz dela e noventa por cento da maneira como você a recebe!
Bom dia!!!!
Lembre-se: “livre-se dos lixos!”
(Leaf by Niggle)

ERA uma vez um homenzinho, chamado Migalha, que precisava fazer uma longa viagem. Ele
não queria ir, de fato a ideia lhe era muito desagradável, mas não havia como escapar. Ele
sabia que algum dia teria de partir, mas não apressava os preparativos.
Migalha era pintor, embora não de muito sucesso, em parte porque tinha muitas outras
coisas para fazer. A maioria dessas coisas ele considerava aborrecidas, mas fazia-as
razoavelmente bem, quando não conseguia livrar-se delas, o que (segundo ele) era frequente
demais. As leis do seu país eram bastante rígidas. Havia também outros obstáculos. Por um
lado, às vezes ele ficava desocupado, simplesmente sem fazer nada.