Refluxo Gastro-Esofágico :: Uma anomalia alimentar

Quando o alimento retorna ao esôfago após atingir o estômago, juntamente com parte do conteúdo gástrico, provoca a sensação de queimação, conhecida como azia. Esse processo é chamado de refluxo gastroesofágico e é causado por um problema na musculatura que tem forma de anel (válvula) que fica na passagem do esôfago para o estômago.Normalmente, essa válvula possibilita a passagem do alimento do esôfago para o estômago, mas impede que ela retorne. Em pessoas que têm refluxo, a válvula falha, e o alimento pode retornar ao esôfago, juntamente com ácidos do estômago. Os ácidos são incômodos porque alcançam a faringe e boca e causam muita queimação e mal estar no estômago. Dos sintomas, o mais corriqueiro é azia (queimaçao que sai do estômago e pode chegar até a garganta). Quando muito intenso, o refluxo pode trazer uma dor que simula até um problema cardíaco e trazer problemas respiratórios, além de muita tosse, pigarro e rouquidão. Muitos dos tratamentos, para casos mais leves, são medicamentos a base de antiaacidos para coibir a sensação de queimor. Embora tenha um caso um pouco mais grave que é quando há presença de bile no duodeno, que pode ser indício de câncer no esôfago. Outros sintomas desta doença é dificuldade para engolir alimentos, dor no tórax, alteração da voz, dor de ouvido, pontadas no tórax, enjôos e sinusite acentuada.
O tratamento se resume em dietas e anti-ácidos que podem ser receitados pelo seu seu médico. O mais curioso é que existe inúmeras dietas para refluxo, algumas delas proíbem certos alimentos já outras permitem, o que podem ser feito é você anotar a dieta e ir eliminando os alimentos que te fazem mal, no meu caso, por exemplo eu sou intolerante a queijo. O Dr João José fez uma boa lista de uma dieta segue abaixo:

ALIMENTOS QUE DEVE EVITAR:

- Café, chocolates, chá (mate, verde, preto e hortelã), refrigerantes, menta ou bebidas mentoladas;
- Álcool e cigarro;
- Frituras e gorduras;
- Massas e doces (feitos com farinha de trigo);
- Frutas ácidas: laranja, limão, abacaxi, maracujá;
- Temperos fortes: vinagre, limão, pimenta, pimenta-do-reino, alho, cebola, mostarda, catchup, conservas;
- Embutidos e defumados (salsicha, salame, linguiça, copa);
- Alimentos indigestos: pepino, tomate, beringela, pimentão;
- Queijos fortes (gorgonzola, provolone, etc.);
- Anti-inflamatórios de uso crônico ou em grande quantidade: corticóides, AAS, aspirina, cataflan, voltaren;
- Comer antes de dormir (esperar duas horas após última ingesta alimentar);
- Ingerir muito líquido durante as refeições.

ALIMENTOS RECOMENDADOS:

- Comer devagar e mastigar bem os alimentos;
- Não ficar de jejum mais que quatro horas, alimentando-se, pelo menos, seis vezes ao dia ( a cada 2 horas);
- Leite desnatado, 1 a 2 copos ao dia, podendo adicionar frutas, sabor morango, côco, groselha, açucar queimado, canela, mel, cereais, neston, sustagen, ensure (exceto chocolate e café);
- Iogurte activia;
- Leite de soja, podendo ser com sabor (ades, purity, ...);
- Chá, exceto: mate, preto, verde e hortelã;
- Suco de frutas (exceto as cítricas);
- Frutas: mamão, melão, maçã, pera, morango, banana, pêssego, ameixa, caju, acerola, goiaba, caqui, etc.;
- Cereais: farelo de trigo, gérmen de trigo, aveia, granola,etc.;
- Pão francês sem miolo, uma fatia de pão integral ou de centeio;
- Torrada, bolacha de água e sal, bolacha de fibras;
- Queijo branco e magro, requeijão light, ricota, presunto de peru, frango desfiado, atum na água;
- Mel e geléia;
- Arroz, feijão;
- Saladas com legumes, verduras, grãos (ervilha, lentilha, milho,...);
- Temperos: sal, tempero verde, azeite de oliva, shoyo light, orégano, ervas finas;
- Carne magra: na chapa, grelhada, assada ou cozida;
- Gelatina, sagu, manjar, pudim ( sem farinha), cremes, frutas cozidas ( em pequena quantidade);
- Salada de frutas, podendo acrescentar clara em neve;
- Fazer atividades físicas como caminhada 3-4 vezes por semana.

Nenhum comentário: