Escritor mais que uma profissão, um amor!

by 6/11/2010 0 comentários
Já disse aqui que escrever é algo extremamente fascinante. A literatura está realmente morrendo nos jovens de hoje em dia. Mas somos dependente dela, pois vivemos da escrita e da leitura. Sem ler e escrever fica dificil para tudo até mesmo ultilizar a internet. Portanto muitas pessoas tem preguiça de ler um livro e nós escritores fazemos o possível para incentivar a literatura e procurarmos usar palavras para atrair o leitor e fazê-lo assim prosseguir a leitura até o final. Quando escrevemos uma coisa boa e gostosa de se ler, que faz viajar, pensar, que desperta o interesse do leitor é de fato um sucesso para o autor. Estava aqui no meu apartamento esses dias, e chamei minha mãe para ler o livro que estou escrevendo, ainda estou na sexta página e ela, de fato, ficou com preguiça de ler. "É grande depois eu leio." Mas eu, sendo insistente, insisti que ela lesse. Ela foi lendo e eu observando a reação sentimental dela conforme ela ia viajando na história, creio que é algo que toda escritora/escritor deve saber, é se a sua história está limpa, clara, e compreensiva e nada complicada.
Minha mãe foi lendo até onde eu havia parado, ai ela rolou o scroll do mouse para poder prosseguir e econtrou páginas em branco, olhou para mim e disse: "Nossa já acabou? Quero saber o que vai acontecer." Está vendo como funciona? Ela não quis começar a ler, porém minha escrita, o decorrer da história despertou interesse nela, fez ela viajar, se sentir na história, prosseguir sem querer parar e, me fez sentir satisfeita de ter conseguido escrever algo bom. É uma otima profissão ser escritor, nosso maior medo são os bloqueios de criatividade. E o maior sonho de um escritor é ser conhecido, é ter seus livros lidos e espalhados pelo mundo. Escrever é algo fascinante, mágico e imaginário. Um mundo completamente diferente. Eu quero que vocês conheça meu amigo que é um escritor, assim como eu que começou a escrever desde cedo, bem antes de fazer faculdade de Letras. Seu nome é Ulisses Goés, e eu tomei a liberdade de fazer uma pequena entrevista com ele. Segue abaixo a entrevista:

Luh@ => Como você se interessou tanto pela literatura Ulisses?
R=> Na verdade não sei como tudo começou, até porque quando eu era criança, já adorava ler e escrever. Sempre estava com um gibi na mão lendo, ou então rabiscando as paredes de minha casa, coisa que minha mãe odiava. Com o tempo, isso foi amadurecendo, esse lance de gostar de ler, de escrever, e continuei sempre motivado em leituras, em literatura, em livros.

Luh@ => Escrever é algo realmente fascinante. Então você resolveu seguir essa carreira concuindo a faculdade de Letras? Alguém ficou contra sua escolha?
R=>Na verdade, eu não decidi isso depois que concluí a faculdade. Eu decidi isso ainda jovem, quando eu tinha 14, 15 anos, e comecei a escrever realmente meus primeiros poemas. E não me recordo de ninguem ter ficado contra essa minha decisão, fora alguns poucos amigos que me questionavam e que tinham opiniões desanimadoras com relação à carreira.

Luh@ => Em 2001 quando você conseguiu publicar seu prineiro livro "Flores do Caos", deve ter presenciado uma imensaa felicidade. Mas quais foram as dificuldade que você teve para antingir esse resultado?
R=>  A maior dificuldade, sem duvida, foi financeira, pois arte e cultura em nosso país não tem o devido valor e reconhecimento a ponto de conseguir com facilidade apoio financeiro. Tive dificuldades em conseguir apoio financeiro para lançar meu livro, e por causa disso tive que tirar do meu próprio bolso para poder ver meu sonho realizado na época. Fora isso, você tem a dificuldade de não poder ver seu trabalho reconhecido por mais pessoas, já que a maioria dos brasileiros não tem o hábito da leitura. Isso é algo muito triste para nossa sociedade.

Luh@ => Em alguns de seus contos como o que consta em seu blog "Filho do fim do mundo". Ao lê-lo me fez lembrar de Machado de Assis. A forma de escrever de Machado te inspira de alguma maneira?
R=>Sim, de certa maneira eu tenho sentido influencia de escritores como Machado de Assis, José Saramago e Isaac Asimov em minha forma de escrever. Tenho buscado isso, sempre procurando aprimorar a maneira como desenvolvo a historia, os personagens, a trama, o enredo. Assim como na prosa, eu percebo tambem isso na minha poesia, pela maneira incrivel e facil com que brinco com as palavras. Eu gosto muito disso.
 
Luh@ => O que você tem a comentar sobre os bloqueios mentais, a falta de criatividade e gerencionamento de novas idéias?
R=>Isso é o pavor de todo e qualquer escritor. No meu caso, não considero isso como algo que eu tenha a temer, até porque a maneira como as ideias fluem em minha mente, e a forma como a criatividade surge em mim é espontanea. Eu não forço nada, e nem penso demais nessa questão de bloqueio de criatividade. Eu deixo fluir e deixo que tudo apareça naturalmente, pois eu tenho sempre a certeza de que o mundo ao meu redor sempre acaba acendendo minha criatividade e fazendo brotar ideias de dentro de mim. O mundo ao meu redor é o combustivel que faz acender dentro de mim a chama de minha criatividade.
 
Luh@ => Você está escrevendo um livro sobre um jogo online chamado Cabal, da empresa gamemaxx. É seu primeiro livro que lançará de uma história. Você está tendo alguma dificuldade nele? E já tem previsão para o lançamento?
R=>Na verdade, desenvolver a história desse livro tem sido fácil já que existe toda a base da história já presente dentro do jogo, do início ao fim. Ou seja, toda a história do Cabal já tem um início, meio e fim, o que estou fazendo é apenas transformar essa história em um livro completo com toda uma temática de personagens e desenvolvimento das tramas que existem dentro do jogo. Por enquanto ainda não tenho previsão de lançamento, até porque ainda estou desenvolvendo o livro, que pode acabar se dividindo em vários outros volumes.
 
Luh@ => Ulisses, vamos a uma rapidinha:
Um Livro:  Mundo de Sophia
Um Escritor:  Isaac Asimov
Um Filme: A Corrente do Bem
Uma Frase: Nunca desista de seus sonhos e seus objetivos, pois você é feito deles.



Luh@ => O que você é capaz de fazer para incentivar a população e os jovens de hoje em dia á ler e escrever?
R=> Incentivar palestras sobre a importância da leitura entre os jovens, e a importancia de adquirir conhecimento e cultura atraves dos livros. Isso seria sem duvida um passo importante para reeducar toda essa galera jovem que hoje é dominada pela mídia da internet.

Luh@ => Obrigada pela entrevista, você quer deixar algum comentário aos leitores do meu blog?
R=> Eu gostaria apenas de divulgar para todos os links possiveis para poder ter acesso ao meu trabalho literario, que são os livros Flores do Caos e Efeito Cacaos, além de meu blog pessoal onde sempre divulgo meus trabalhos poeticos. Acessem sempre e confiram efeitocacaos.blogspot.com / floresdocaos.blogspot.com / contaminacaodeideias.blogspot.com 

 

Luana Beatriz de Jesus

Mãe de 2, Artesã, Escritora, Blogueira, Poeta, Fotógrafa, Design Gráfica, Web Design e Web Master.

Uma pessoa cheia de ideias, amores, criatividade, sonhos e fantasias. Enfrentando os obstáculos da vida, superando as perdas e festejando as conquistas

0 comentários: