Um Conto

Escrevi essa historia em dezembro de 2005 como irá fazer 1 ano essa historinha infantil resolvi posta-la aqui...


O misterio da velha na floresta
Era uma noite de dezembro, estava perto do natal, não muito longe da cidade havia uma imensa floresta onde uma garotinha se perdeu... Eu estava lá naquee momento, vi que o pai da menina que se chamava Alice (uma garotinha de 10 anos) foi nesta floresta buscar um pinheiro para árvore de natal com ela; Alice como era doida para ir junto convenceu seu pai a levá-la contigo, ela ficou toda emocionada quando foi.

Bem quando eles chegaram na floresta, ela começou a ficar com medo era tudo escuro e escutava uns uivos de lobos famintos e os barulhos das corujas, seu pai a chamou para descer da carroça e ir com ele buscar o pinheiro, ela obedeceu foi atrás de seu pai, enquanto ele cortava o pinheiro ela observava ao seu redor o escuro da floresta... Até que se avistou uma luz ao longe, era uma casinha de uma pobre senhora que morava lá há muitos anos, o povo dizia ser uma bruxa... Quase ninguém nao chegava lá perto, era muitos misterios q o povo contava, e as pessoas já não sabiam mais em quem acreditar... Então quando Alice viu a luz ao longe ela lembrou da lenda que o povoado da cidade contava, e sem pensar duas vezes ela deixou seu pai cortando o pinheiro e saiu cautelosamente em direçao a luz...
Seu pai quando chamou seu nome e não escutou sua voz, olhou para os lados a procura da filha, gritou, chamou, procurou, deu voltas e voltas, mas infelismente não a encontrou. Mandaram buscas e nada... Cada vez mais o misterio da luz na floresta aumentava era um comentário na cidade, gente inventando coisas ali e outras aqui.
A familia de Alice ficou chocada com o desaparecimento da filha, o pai coitado ainda nao desistia procurava sempre que podia na floresta a fim de reencontrar a filha...
Um ano se passaram depois do desaparecimento de Alice, estava em dezembro outra vez e nessa vez um rapaz novato na cidade foi á noite na grande misteriosa floresta, porque ele queria desvendar seu misterio e nao acreditavam muito no que as pessoas da cidade diziam "que lá existia uma bruxa ou um ogro que devorava crianças" então lá estava ele entrando na imensa floresta, foi até no local onde a menina se perdeu e procurou a tal luz, viu-a adiante e seguiu pelo caminho. Chegando lá o rapaz encontrou uma velha casinha, toda feita de madeira estava velha e rachada, parecia uma cabana abandonada, do lado da casinha havia quatro lobos quase famintos amarrados a uma corda que se prendia no chão, o rapaz nao teve o q temer, nem ficou com medo dos lobos... Deu uma batida na porta, esperou ... esperou..., retounou a bater, esperou mais um pouco até que uma velha senhora o atendeu, era uma senhora parecia ter cerca de cem anos de idade, tinha cabelos longos brancos, toda enrrigada, estava usando vestido velho um pouco rasgado, calsava um par de chinelos e segurava uma bengala... O rapaz olhou na cara da senhora e disse:
-Estou perdido será q a senhora pode me oferecer abrigo aí por essa noite?
A velha toda cansada olhou para a cara do rapaz fez uma cara de quem nao esta gostando de nada e respondeu:
-tudo bem já que a noite está passando mesmo entre e durma no sofá mais amanha vai embora daqui!
O rapaz satisfeito que havia conseguido o que queria entrou e fez o que a velha pediu, deitou-se no sofá e fingiu-se que dormia, esperou a velha dormir e cautelosamente observou a casa por dentro " era uma casa pequena só havia uma sala com um sofá todo mofado, uma TV muito antiga, havia uma cozinha com uma mesa que só tinha uma cadeira, um fogao de lenha, nem geladeira lá nao tinha, havia também um banheiro muito mau lavado, tinha muito mau cheiro foi o que nao deu para ele dormir" o que mais chamou sua atençao foi um alcapao que ficava debaixo da mesa da cozinha só que estava trancado com um cadeado. Mau o dia se amanheceu a velha já estava de pé mandou o rapaz ir embora e pediu que ele nao voltasse lá nunca mais...
O rapaz com uma dúvida na cabeça e um grande mistério se aproximava, ele nao conseguia tirar o alcapão de sua cabeça, ele tinha que voltar lá e descobrir na onde dava aquilo.
Mau o rapaz pensou e já estava perto da casinha outra vez, os lobos ficaram irados ao vê-lo, a velha senhora apareceu na porta para ver o porquê que os lobos ficaram tão nervosos, por sorte o rapaz se escondeu atrás de uma moita e a velha deu umas pancadas nos lobos com sua grande bengala, o rapaz vendo o comportamento da velha senhora já viu que nao ia ser coisa facil entrar lá dentro do alcapão!!!
Então o rapaz resolveu armar um plano, ele fez uma fogueira do outro lado da casinha da velha para que ela nao veja a luz da fogueira, o rapaz pensou a noite inteira de como fazer para conseguir entrar no alcapão sem ser visto, pensou... Pensou.... E pansou até dormiu de tanto pensar. A luz do sol bateu forte em seu rosto que ele acordou assustado, já havia chegado em uma grande conclusão, ele ia soltar os lobos da velha e fazer um jeito da velha sair da casinha e aproveitar o tempo e entrar no alcapão que ficava na cozinha... Bem como disse foi feito, ele soltou os lobos, e fez uma criança de madeira ao longe e colocou umas de suas roupas e carnes de curuja para os lobos, isso foi pra velha pensar que os lobos estavam devorando uma criança, e deu certo a velha foi andando devagarzinho atrás dos lobos gritando: - Voltem já aqui seus lobos #$%$¨%¨!!
O rapaz nao perdeu tempo entrou na casinha depressa o alcapão ainda continua com o cadeado, por sua sorte a casa era tão antiga que usava uma velha dobradiça que já estava toda enferrujada e foi muito facil de abrir...
O alcapão estava escuro, com muitas telhas de aranhas e muitos morcegos, ele desceu uma escada longa e estreita, bem lá no final enxergou uma luz bem fraca, era uma luz de uma vela que iluminava perto de um montes de correntes lá havia cerca de dez pessoas sujas todas acorrentadas, elas rodavam uma máquina que moía um negocio dourado, que depois de moído era colocado em uma caixa, estavam todas sujas, magras e famintas quando viram o rapaz pensou ser um fantasma ou algo do tipo, ficaram com medo, mais logo o rapaz lhe esplicou que veio para salva-las e levar de olta para a cidade, mal acabou de falar já estava soltando todas elas e pedindo para fugir dali o mais depressa possivel, pois a velha já devia estar voltando... Muitas conseguiram fugir, no momento que estava apenas faltado quatro a velha apareceu, o rapaz que estava muito revoltado com a atitude da velha senhora, avançou para cima dela tentando fazê-la desmaiar...
E para sua grande surpresa ela nao era velha coisa nenhuma tinha uma força mais brutal do que de um homem, pois com uma mao só jogou o rapaz tão longe que o coitado bateu a cabeça na parede, caindo desmaiado no chao. A velha que na verdade era um monstro qualquer, o acorrentou e mandou as meninas que voltassem a trabalhar, chorando de pavor e de medo elas voltaram a trabalhar.
Na cidade ainda todo mundo comentava o grande mistério, quando apareceu um bando de garotas todas sujas gritando, pedindo socorro, todo mundo veio querer saber do que havia acontecido mais quando ela disse a verdadeira história ninguem acreditou pensou que era loucas elas todas, mais umas delas era Alice que logo conheceu seu pai, e seu pai abraçou-a tao forte de alegria e esperanças voltaram em seus olhos, todos ficaram alegres, foi mandado chamar a polícia e um batalhao, corpos de bombeiros e a cidade toda foi pra lá também querendo guerra e acabar com aquela velhota!!! A velha nao teve saída a nao ser sair correndo feito uma louca.
A polícia a levou para a delegacia á força, e foi dada a setença de pena de morte para a velha senhora, dias depois ela morreu, foram destruidas a casinha e tudo mais, a familia de Alice estava feliz outra vez, e todo mundo da cidade nao comentava mais nada sobre o grande mistério, isso tinha virado história, que depois de historia virou lenda e ninguem mais acreditava, uma vez disse Alice já bem velha para seus netos e bisnetos, para nunca irem buscar árvores de natal nas florestas com os seus pais, porque ela depois daquela vez nunca mais gostou de ir pegar árvore de natal!!!
Bem essa história acaba aqui o mistério da velha na floresta acabou de vez , só tenho uma coisa a falar:
"Nunca vai com seu pai buscar pinheiro numa grande floresta á noite quem sabe nao existe um monstro lá também? " hehe

Espero que tenha gostado ^^
Luana Beatriz 9/12/2005

Um comentário:

Anonymous disse...

Parabens luh ^^...
tah legal msm!!
faz logo o capitulo 2 , e qndo fazer me avisa q eu passo aki pra e le e dexa mais um comentário!!^^