Postagens populares

Soneto e Poema ao Dom Quixote de la Mancha

Em homenagem ao grande conto de Miguel de Cervantes que fez sucesso no mundo todo e nasceu o famoso imaginador e sonhador que nos mostrou como nós podemos sonhar e acreditar em nossa imaginação. O famoso Dom Quixote de la Mancha, que ninguem ainda nao sabe qual era seu verdadeiro nome. Será Queixada, Queixote? o ou que? ^^ Aqui esta os sonetos que estava no livro original de Miguel de Cervantes eu copiei em uma folha de caderno quando estava na 8º serie, pena que eu esqueci de colocar o autor dos sonetos... Mas o que vale é a existencia deles vejam meu preferido é o do Dom Quixote:







Dom Quixote de la Mancha


Rompi,cortei,almoguei,fiz e refiz
Mais que no nobre cavaleiro andante
Fui destro valente e arrogante
Mil agravos vinguei, cem mil desfiz

Façanha dei a fama que eternize
Cometido e regalado amante
Foi anão pra mim todo gigante
E ao duelo qualquer ponto satisfiz

Tive á meus pés prostada a fortuna
E trouxe do corpete minha dordura
À calva ocasião ao estricote

Mas ainda sobre os cornos na lua
Sempre se viu no cume minha aventura
Tuas proezas invejo, ó grão Quixote!



Dulcineia del Toboso

Oh quem tivera, formosa Dulcinéia
Por mais comodidade e mais repouso
A miraflores posto em el toboso
E trocara seus londres com tua aldeia

Oh quem de teus desejos e libré
Alma e corpo adornava e do famoso
Cavaleiro que fizeste aventuroso
mirara alguma desigual peleja

Oh quem tão castamente se escapara
do senhor amadis, como fizeste
Do comedido fidalgo Dom Quixote

Que assim invejada fora e não invejada
E fora alegre o tempo que foi triste
Gozara os prazeres sem limite



A Sancho Pança

Sou sancho pança escudeiro
do manchego Dom Quixote
Pus pés em polvorosas
para viver ao discreto
que o talcito vila diogo
toda sua razão de estado
cifrou numa retirada
segundo sente celestina
livro ao meu ver divino
se envolvisse mais o humano



A Rocinante:

Sou Rocinante, o famoso
Bisneto do grande babieca
Por pecados de fraquesa
fui a poder dum Dom Quixote
Parelhas corre ao frouxo
Mas por unha de cavalo
Não me escapou cevada
Que isto tirei a lazarilho
Quando para furtar o ninho
Ao cego lhe dei a palha.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Mundo da Luh@ © 2012 | Programado por Rumah Dijual Editado e redesenhado por Luh@.